Felinos

Inapetência, agressividade, salivação, odor oral, letargia

A especialidade

     Em gatos, o tártato ou cálculo dentário (foto 1) também é comum nos felinos acima de 2 anos de idade, devendo ser removido e realizado o tratamento profilático anual.

     Existem, porém, duas outras patologias graves que acometem os felinos e que causam grande sofrimento e estresse ao animal. A primeira doença é o Complexo Estomatite Gengivite Faringite ou C.E.G.F. (foto 2). Ela acomete principalmente a gengiva, o palato e faringe, causando úlceras e inflamação. É uma doença autoimune, sem cura, podendo surgir em qualquer raça, sexo e idade. Não se sabe ainda ao certo o que causa esta doença, porém uma das alternativas de tratamento é a extração dos dentes pré-molares e molares, e quando necessário, os dentes caninos. Este tratamento tem se mostrado bem eficaz, mas a recidiva é viável.             Outras formas de tratamento são a terapia com corticóides, antibióticos, e homeopatia a longo prazo, porém sua eficácia se mostra mais evidente após o tratamento cirúrgico. É uma doença que gera uma dor severa e, consequentemente incômodo ao se alimentar podendo levar à morte por inanição.

     A segunda doença que causa grande incômodo e dor ao animal é a Lesão de Reabsorção Odontoclástica L.R.O. (foto 4). Estudiosos acreditam que o organismo começa e reabsorver o dente, mas sua causa ainda é desconhecida. A reabsorção pode iniciar-se a partir da coroa dentária, ou da raíz dentária (foto 4). Em ambas, independente da origem, ocorrerá a perda do dente.  Sendo, portanto, a extração do dente afetado o tratamento indicado.

     Tumores orais (foto 3) também entram na gama de patologias que o felinos podem apresentar. Na foto, um tumor maligno de assoalho caudal da lingua em uma fêmea de 7 anos. 

TÁRTARO
COMPLEXO ESTOMATITE
LESÃO DE REABSORÇÃO
TUMOR EM LÍNGUA

Rio de Janeiro, Brasil  |  Barcelona, España 

  • Branca Ícone Instagram

©  2020 PETDENTIS